Projeto Lei Tura | Servidores e dependentes agora podem retirar gratuitamente até três livros

O Projeto Lei Tura – A LEI QUE MUDA O MUNDO foi iniciado pelo SSPMA em agosto deste ano e, desde então, faz grande sucesso na cidade. Inicialmente, o projeto permitia aos Servidores associados e seus dependentes retirarem um livro GRÁTIS em nossa sede, mas ,agora, é possível a retirada de até três livros de uma só vez, porém a reserva deve ser feita com antecedência. Frequentemente, recebemos doações, expandindo consideravelmente as opções aos leitores. São obras literárias, religiosas, políticas, infantis, didáticas, entre muitas outras.

Todos os livros são doações!

COMO FUNCIONA?

Na listagem abaixo (se preferir ver agora clique aqui), o Servidor vai escolher até três obras e fazer as reservas pelo WhatsApp do SSPMA – (19) 974.172.971. No mesmo instante, vai marcar um dia para vir à sede e retirar os seus livros – funcionamos de segunda a sexta, das 8 às 17 horas. Estamos na rua Padre Manoel da Nóbrega, 88, Vila Santa Catarina. IMPORTANTE: você pode fortalecer este projeto doando livros.

COORDENADORA DO PROJETO

Patrícia Cavicchioli, diretora do Sindicato e coordenadora do Projeto Lei Tura em Americana, afirma:

O projeto existe há aproximadamente seis meses e já contemplou muitos companheiros(as). Este aumento no número de livros que podem ser reservados e retirados, é a comprovação do sucesso e aceitação. Recebemos muitas doações e esperamos beneficiar os Servidores ainda mais. Confira nosso catálogo e faça sua reserva”.

CONFIRA A LISTAGEM COM TODAS AS OBRAS
ASSISTA AO VÍDEO DA COORDENADORA PATRÍCIA

DE ONDE VEIO A IDEIA DO PROJETO?

O Projeto Lei Tura foi criado pela vereadora de Itatiba, Luciana Bernardo. É um sucesso e tem contribuído para o crescimento e a retomada da leitura de várias pessoas. É um projeto social incrível, com sua essência enraizada no fortalecimento intelectual, moral e de vida. Ampliar essa ação é um compromisso do SSPMA interessado em proporcionar o crescimento dos Servidores e seus familiares.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *