Repudiamos discurso do ministro Paulo Guedes ao comparar Servidor com parasita no Governo!

Durante uma palestra na Escola Brasileira de Economia e Finanças da Fundação Getúlio Vargas (FGV EPGE) no encerramento de um seminário sobre o Pacto Federativo, dia 7 de fevereiro, o ministro da Economia Paulo Guedes afirmou que os Servidores públicos de todas as esferas são como parasitas para o Governo. “O hospedeiro está morrendo, o cara virou um parasita, o dinheiro não chega no povo e ele quer aumento automático”, declarou.

O discurso se deu durante o debate sobre a Reforma Administrativa do Governo Federal. Guedes criticou o reajuste anual dos salários dos servidores que, segundo ele, já têm como privilégio a estabilidade no emprego e “aposentadoria generosa”. O ministro argumentou que a máquina pública, nas três esferas de governo, não se sustenta financeiramente por questões fiscais e, por isso, a carreira do funcionalismo precisa ser revista.

Segundo o ministro, sua crítica é compartilhada pelos brasileiros. “A população não quer isso [reajuste automático do funcionalismo público]. 88% da população brasileira são a favor, inclusive, de demissão no funcionalismo público”, disse.

Paulo Guedes se referiu a uma pesquisa Datafolha, divulgada em janeiro, que apontava que, para 88% dos entrevistados, o funcionário público que não faz um bom serviço deve ser demitido. (Fonte: G1)

REPÚDIO

Nossa entidade, no entanto, repudia a declaração do ministro. Isto porque sabemos das dificuldades e desafios enfrentados pelo trabalhador em seu dia-a-dia. Na maioria das vezes, não há equipamentos, estrutura e até número funcionários adequado. Porém, o Servidor público está lá desempenhando seu papel, seja no posto de saúde, na escola ou na segurança dos municípios e estados.

Não somos os culpados pelo caos na economia. Pelo contrário! Somos tão vítimas quanto qualquer outro cidadão de iniciativa privada. Há casos de funcionários públicos que ganham menos que um salário mínimo para sustentar sua família. E esse funcionário ainda é obrigado a ser comparado como um parasita por um ministro. É realmente lamentável o posicionamento do senhor Guedes e também do funcionalismo. Isso porque o Governo tem investido nos ataques aos Servidores.

Essa tal “aposentadoria generosa” não alcança nem de perto o Servidor municipal. Atendemos trabalhadores todos os dias, visitamos a base e sabemos as reais condições, as quais com certeza o senhora ministro desconhece e acaba dizendo barbaridades como essa. Portanto, é por esse e muitos outros motivos que as entidades sindicais e categoria devem se unir cada vez mais!

Mediante a todo esse discurso de retrocesso, nosso Sindicato reafirma o compromisso com todos os trabalhadores públicos da cidade. Vamos na contra-mão deste Governo que tenta, dia após dia, minar os direitos restantes e evitar as melhorias no trabalho do Servidor. Estamos do mesmo lado, companheiro! O funcionalismo é quem move as cidades, estados e o país, no geral. Merecemos respeito, valorização e boas condições para exercer a função que amamos!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.