Centrais Sindicais definem 1º de Maio Unificado com atrações em live pela internet

As onze Centrais Sindicais se reuniram nesta semana para organizar as ações do 1º de Maio Unificado, comemoração conjunta pelo segundo ano consecutivo em alusão ao Dia do Trabalhador. Assim, em respeito às medidas de isolamento social a fim de achatar a curva da pandemia do Coronavírus, as lideranças deliberaram pela realização da “Live do Trabalhador”. Este ano o tema será “Saúde, Emprego, Renda, Democracia: um novo mundo é possível com solidariedade”.

live terá início às dez horas da manhã e seguirá por todo o dia com diversas atrações. Na grade haverá apresentações musicais, mensagens das lideranças sindicais e de convidados tanto do movimento sindical como popular. Além disso, personalidades religiosas e artísticas também darão depoimentos. A programação deve contar, ainda, com um culto ecumênico, com foco na solidariedade entre os brasileiros. A programação completa será anunciada ao longo da semana.

De acordo com o consultor e ex-diretor do Dieese, Clemente Ganz Lúcio, comemorações conjuntas do Dia do Trabalhador já ocorreram no passado. “Mas essa é a primeira vez que as onze centrais estarão juntas, pela internet, numa grande live”, disse.

OUTRAS AÇÕES

Todas as Centrais estão empenhadas em levar para os trabalhadores e trabalhadoras temas de luta e reflexão, muita música e ações solidárias. Portanto, durante todo o dia os sindicalistas vão arrecadar e distribuir alimentos e produtos de higiene. Isso para ajudar quem está em casa e não tem como trabalhar e conseguir renda para se manter.

Vários Sindicatos já estão mobilizados, seja na entrega de cestas básicas e botijões de gás, por exemplo, ou disponibilizando sedes e clubes de campo para as autoridades usarem no atendimento à população.

CENTRAIS SINDICAIS PARTICIPANTES

CGTB (Central Geral dos Trabalhadores do Brasil), CSB (Central dos Sindicatos Brasileiros), CTB (Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil), CSP (Central Sindical e Popular), CUT (Central Única dos Trabalhadores), Força Sindical, Intersindical (Central da Classe Trabalhadora), Intersindical (Instrumento de Luta e Organização da Classe Trabalhadora), NCST (Nova Central), Pública (Central do Servidor), UGT (União Geral dos Trabalhadores), Frente Brasil Popular, Povo Sem Medo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *