SSPMA concede apoio ao Sindicato dos Servidores de Hortolândia contra ataques à diretoria da entidade

O STSPMH (Sindicato dos Trabalhadores do Serviço Público Municipal de Hortolândia) tem sofrido uma grande perseguição desde segunda, dia 17 de fevereiro. Um grupo tentou invadir o Sindicato e tomá-lo à força. Logo depois, o site da entidade foi hackeado e todo o conteúdo deletado, minando assim uma das principais formas de comunicação entre a entidade e categoria. Assim, nosso diretor Alexssandro Sales, o Fião, foi até à sede do Sindicato para prestar apoio aos companheiros.

Chegando à entidade nesta manhã, Fião seguiu com o presidente da entidade, Milton Vianna Pinto, e o assessor da Fesspmesp (Federação dos Sindicatos dos Servidores Públicos Municipais), Araken Lunardi, para a delegacia. Lá foi registrado um boletim de ocorrência referente aos ataques virtuais. Estamos acompanhando o fato e atentos caso os companheiros necessitem de novas ações de apoio.

Em nota, na segunda (17), a entidade postou o seguinte em suas redes sociais:

Nosso Sindicato sofreu na manhã de hoje (17) uma tentativa de invasão. Um bando se amontoou em frente à entidade sindical antes das 8 e tentaram tomar o STSPMH à força. No entendimento da instituição, isso é um jogo político com o objetivo de prejudicar a Campanha Salarial 2020 e utilizar a categoria como massa de manobra. A atual diretoria jamais admitirá isso, porque desde quando o presidente Milton Vianna Pinto assumiu muita coisa mudou, e pra melhor.

ENTENDA O CASO

Existe um processo judicial em tramitação que garante o vice-presidente Bispo assumir no mesmo cargo, ou seja, vice-presidente. Porém, não houve um cumprimento de sentença, isto é, o Bispo não pode chegar a qualquer hora na entidade sindical, COM UM BANDO, e invadir. O Bispo tem direito de retornar, mas jamais com baderneiros. Vale destacar que a decisão é desde novembro de 2019, mas apenas agora, em plena Campanha Salarial, esses oportunistas vêm prejudicar a categoria.

PRESIDENTE MILTON

“Sempre estaremos de portas abertas para cumprir qualquer que seja a determinação, inclusive o vice-presidente, só ele. Agora vim com um bando jamais admitiremos. Tentaram nos constranger. Vieram com advogada dizendo que eu não era presidente para nos amedrontar com ameaças. Se não bastasse, chegaram a chamar um chaveiro para abrir o STSPMH. Resistimos e estamos em alerta para preservar a atual diretoria que tem realmente lutado pelos interesses da categoria nos últimos anos. Não posso deixar de reconhecer o valoroso trabalho dos GCMs, inclusive com a sua imparcialidade, visando garantir a legalidade dos atos”, afirma o presidente Milton Vianna Pinto.

FALA AÍ, FIÃO – “A postura destas pessoas tentando invadir a entidade e atacando uma equipe que realmente trabalha pelo Servidor é lamentável. Logo em ano politico, nos faz pensar que muitos interesses estão por trás de tudo isso. Todo apoio ao companheiro Milton e seus diretores. Estamos juntos nessa!”, afirma nossos diretor.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.